zippo

já me aconteceu três ou quatro vezes. uma delas, coisa que nunca me tinha acontecido, foi ser chamado pelo nome já à porta da manga para entrar no avião para falar com um ‘airport officer’. então levaram-me aos calabouços, onde estava a ser carregada o resto da bagagem para o ‘meu avião’. a minha mala lá estava sozinha sobre uma mesa enorme de metal. tinha que abrir porque no raio x aparecia um objecto estranho. era a garrafita de gás para o zippo. ficou em cima da mesa enquanto o resto da mala seguiu caminho.

já fiquei sem dois ou três zippos porque supostamente ha uma regra internacional que não permite zippos ‘carregados’ a bordo. parece que é lei. na bagagem de porão também não vale. isso só funciona com o canivete suíco.

resultado: cheguei ao meu destino, e mais um ou dois dias depois o meu zippo secou.  e tive de arranjar alternativa num lugar onde até nem havia muitas…

é verdade, uso zippo. uns gostam, outros não. e outros ainda pensam que é mania. não é. no meu caso é uma questão prática, cumpre sempre a sua função faça muito ou pouco vento. e quando se está trabalhar não há tempo para estar meia hora a tentar acender um simples cigarro.

a conversa vem a propósito da tão desejada solução: uma caixa estanque, aprovada pelos regulamentos dos senhores que mandam nestas coisas.

aí está para quem usa zippo e lá tenha que voar para algum lugar. o zippo cargo case, resistente à àgua até 30m, etc.

zippoo.jpg

technorati tags:, , , ,

Blogged with Flock

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: